Outplacement: veja a real importância da demissão humanizada

4 minutos para ler

No processo de transformar a experiência dos colaboradores, frequentemente os gestores esquecem o fim da jornada: realizar um processo de demissão humanizada.

O momento é sempre delicado e, em geral, nem contratante nem contratado estão à vontade, mas pode ser a oportunidade de ter impacto na vida de outro e gerar benefícios à organização.

Para entender os ganhos e como realizar o outplacement, continue a leitura deste post! Abordamos os principais pontos para você realizar esse processo na sua empresa. Vamos lá!?

O que é outplacement?

O outplacement corresponde ao acompanhamento de transição de carreira. A partir dele, o profissional é auxiliado para superar o momento de adversidade e encontrar uma nova colocação. 

Em organizações em que não há demissão humanizada, a empresa rompe o contrato e abandona o antigo colaborador a própria sorte. Isso gera uma instabilidade de clima organizacional, uma vez que as pessoas desenvolvem empatia pelo colega e têm medo de passar pelo mesmo processo.

Como realizar na sua empresa?

A demissão humanizada passa pela mudança na condução da rescisão e pela oferta de serviços. Veja alguns pontos centrais dessa política.

Avalie e acompanhe o desempenho

A demissão humanizada começa no acompanhamento durante o serviço. O ideal é que a saída seja fruto de um processo em que se mensurou o desempenho e propôs melhorias, e não uma surpresa.

Tome uma decisão conjunta

Também é importante formar um comitê para decidir sobre a demissão com o objetivo de somar perspectivas e evitar escolhas baseadas em preferências pessoais. Os integrantes geralmente são: o líder imediato, o responsável pelo departamento e o representante do RH.

Planeje a demissão

Com a decisão tomada, é hora de amenizar o processo e orientar o profissional quanto aos próximos passos. Pontos relevantes são:

Powered by Rock Convert
  • dar a opção de se despedir dos colegas;
  • promover a saída pela porta da frente;
  • e conceder feedback.

Facilite a questão trabalhista

Um quarto ponto é orientar quanto à rescisão e acelerar o pagamento. O desligamento de uma empresa passa por alguma burocracia, e ajudar o trabalhador, sanando dúvidas e acelerando o processo é essencial.

Auxilie a recolocação profissional

Por fim, indique ou ofereça meios para facilitar a reinserção do profissional no mercado de trabalho. O nível de contribuição varia de empresa para empresa, mas podemos citar exemplos:

  • ter um profissional para realizar o acompanhamento psicológico;
  • qualificar o RH para prestar aconselhamento de carreira ou coaching;
  • firmar parcerias com empresas de orientação e intermediação entre empregadores e profissionais;
  • simplificar processos para obter documentos sobre a atuação na empresa.

Por que a demissão humanizada é importante?

Durante muito tempo, o que valia para as organizações era a maximização de valor para o acionista: gere receitas, reduza custos e aumente a lucratividade. Consequentemente, os colaboradores representam uma despesa para produzir valor.

Atualmente, a tendência é de compatibilizar esses interesses com os das demais partes interessadas no negócio, como clientes, colaboradores, franqueados, fornecedores e afins. Afinal, sem stakeholders satisfeitos, dificilmente alcançaremos os objetivos do negócio.

O sucesso, nesse novo contexto, demanda mudanças na gestão de pessoas e nos processos internos, bem como inovação nos métodos de liderança. Só assim conseguimos potencializar o resultado das equipes, especialmente em áreas que exigem motivação constante, como o setor comercial.

A demissão humanizada atua como um desses processos para melhorar a oferta de valor para os contratados. Cuidar da saída é se preocupar com a gestão de pessoas de ponta a ponta.

Quais são os benefícios?

Quando se dedicam aos profissionais mesmo quando eles já não pertencem mais aos quadros, os gestores podem ver diversos benefícios, principalmente, em relação aos colaboradores que ainda fazem parte da empresa:

  • reforçar o sentimento de lealdade dos profissionais;
  • minimizar os danos ao clima organizacional;
  • melhorar a proposta de valor da empresa para o empregado;
  • agregar elementos positivos à marca empregadora.

Sendo assim, ao investir em um processo de demissão humanizada, você somará uma contribuição relevante para a carreira de um ex-colega com ganhos para organização.

Para ficar atualizado com as principais tendências de gestão de pessoas, assine nossa newsletter! 

Banner Go TogetherPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.