Aprenda como contornar os conflitos de gerações nas empresas com sabedoria!

4 minutos para ler

Certamente, você já ouviu falar nos mais variados perfis de gerações, como X, Y, Z, Alpha, Millenials, entre outros! De fato, isso é uma realidade muito atual, e cada qual conta com caraterísticas, jeitos, desejos e sonhos particulares, o que coloca na mão dos gestores um novo desafio: como lidar com conflitos de gerações dentro de um ambiente profissional?

Pois bem, como bons especialistas em marketing de incentivo e clima organizacional, resolvemos separar algumas dicas importantes de como gerir esses casos. Sendo assim, bora conferir?

Afinal, quais são as principais causas dos conflitos de gerações?

Eles são variados e podem surgir de causas muito diversificadas, desde a relação com a atividade, até o posicionamento de certas opiniões gerais. Vamos lá! O importante é entender que cada pessoa nasceu em épocas diferentes, com outros costumes, influências distintas, com outros acessos a informações e à tecnologia e, principalmente, com maneiras e jeitos particulares de enxergar o mundo, o trabalho, a família, os projetos etc.

Para se fazer uma comparação rápida, um profissional de 50 anos (geração X), certamente, terá uma visão diferente e uma forma mais tradicional de lidar com a sua posição na empresa em relação a um jovem de 18 anos (geração Z).

Em geral, hoje, os mais jovens valorizam mais o bem-estar, a liberdade e o lazer atrelados ao trabalho. Já os mais antigos costumam prezar, antes, pelo dever!

E como gerir os conflitos de gerações?

Essa é uma prática rotineira e está muito atrelada ao clima organizacional, às políticas da empresa e, principalmente, às ações que os gestores proporcionam com a equipe. Como dicas para melhorar os relacionamentos internos e equilibrar os conflitos de gerações, confira algumas boas sugestões abaixo.

Estimule a empatia

Essa tática tende a permitir que as pessoas se conheçam melhor, entendam seus posicionamentos e, principalmente, tentem se colocar em posições diferentes. Isso é possível por meio de ações de integração como reuniões frequentes, dinâmicas, atividades em conjunto e, até mesmo, o bom e velho happy hour de sexta-feira.

Também proporcione ambientes agradáveis e que promovam encontros rápidos para um descanso pós-almoço, uma pausa para o café ou bate-papo ligeiro. Isso faz muita diferença e ajuda a “conectar” mais as pessoas.

Melhore a comunicação interna

Outro fator de suma importância para gerir conflitos de gerações é saber se comunicar, mas principalmente, se permitir ouvir. Muitas vezes essas tensões ocorrem dentro das equipes e setores, desgastam os relacionamentos e se mantêm, assim, por tempos indefinidos e sem o devido conhecimento do gestor, justamente, por não haver comunicação.

Invista em ações de incentivo

Indiscutivelmente, as ações de incentivo são a estratégia mais eficiente para gerir conflitos de gerações e garantir mais integração das equipes. Portanto, invista em campanhas certeiras, com atividades e experiências diferenciadas que, de fato, tragam resultados para dentro das equipes, como maior engajamento, fortalecimento das relações, trabalho em conjunto etc.

Enfim, os conflitos de gerações são normais e é uma tendência natural do ser humano moderno. No entanto, o não gerenciamento desses casos pode trazer sérios riscos à empresa e, inclusive, afetar os resultados do negócio. Portanto, sob o papel de um bom líder, aplique essas ideias e encontre soluções inteligentes e eficientes para equilibrar as tensões e promover uma maior integração entre as pessoas.

Curtiu? Quer mais dicas para sua empresa? Então, não deixe de assinar nossa newsletter e ficar por dentro das próximas novidades.

Banner Go TogetherPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.