Conheça 5 tipos de premiações para oferecer para funcionários

Premiação para funcionários
7 minutos para ler

Para encontrar a estratégia de incentivo mais adequada às características de uma equipe, é fundamental que os gestores conheçam os principais tipos de premiação para funcionários. Isso porque, somente por meio do conhecimento das possibilidades, o setor responsável pela gestão de pessoas planejará políticas mais eficientes.

Nesse sentido, vale ressaltar que, embora algumas empresas insistam em oferecer benefícios financeiros, atualmente, a tendência é buscar valores imateriais para, assim, desenvolver motivação e engajamento de longo prazo na equipe.

Neste artigo, abordaremos as 5 principais modalidades de incentivo que podem ser aplicadas para motivar ainda mais o colaborador. A ideia deste conteúdo é que você possa conhecer as tendências atuais do mercado. Consequentemente, comparar os benefícios de cada opção e encontrar a alternativa mais viável para o seu time.

Lembre-se de que é muito importante que a premiação tenha afinidade com as necessidades da sua equipe para gerar um resultado eficiente, ok? Vamos lá!

1. Bônus no salário

Entre os diversos tipos de premiações, fornecer um bônus financeiro para o colaborador já é uma prática consolidada em muitas empresas. Trata-se da maneira mais simples e prática de criar uma premiação: basta ajustar o pagamento de uma quantia em troca de uma meta alcançada.

A principal vantagem desse modelo é a liberdade para que funcionário utilize os recursos extras como bem entender, ainda que a recompensa material seja, talvez, menos efetiva do que experiências de vida. Afinal, muitos acabam tendo que direcionar o bônus para obrigações.

Isso ocorre porque o dinheiro se torna um pagamento como um outro qualquer, perdendo sua capacidade de gerar motivação e engajamento de longo prazo na equipe. Um exemplo básico sobre como essa premiação funciona: na primeira campanha, é provável que o colaborador se empenhe. Ao atingir a meta e ganhar o bônus, a probabilidade de que ele use o recurso financeiro para pagar alguma conta é bem alta.

Com certeza, ele se sentirá contente por isso, mas logo o sentimento passa. Afinal, pagar uma conta não oferece mudanças realmente concretas ou sentimentos de emoção.

Com isso, em uma outra campanha, pode ser que sua motivação já não seja realmente tão alta. Algumas empresas já entenderam que essa premiação não oferece uma vantagem de longo prazo e, por isso, estão apostando em outros tipos de recompensas.

2. Viagens de incentivo

Geralmente, as pessoas partilham o sonho de conhecer novos lugares, mas nem todas conseguem se organizar e, de fato, realizar esse objetivo. Afinal, viajar demanda certa coincidência entre as possibilidades financeiras e as épocas de folga.

Logo, assim como olhamos para as demandas de consumidores, podemos constatar um claro desejo entre os colaboradores. As pessoas querem viver essa experiência de visitar novos ares, mas quase sempre deixam o sonho de lado diante das dificuldades. Sejam elas financeira, de tempo ou até mesmo de planejamento efetivo.

Nesse sentido, as viagens de incentivo entram como uma maneira efetiva de realizar o sonho dos colaboradores. Nas viagens de incentivo, a empresa escolhe um destino e envia os colaboradores com as despesas pagas — o que normalmente é feito com o auxílio de uma fornecedora especializada.

Esse incentivo apresenta a vantagem de vincular a imagem da companhia à realização pessoal do colaborador. Além disso, por ser uma experiência, os efeitos positivos permanecem mesmo com o retorno à rotina empresarial, uma vez que são criadas memórias duradouras.

A premiação, além de gerar motivação e relação emocional, pode ser desenvolvida para atingir alguns objetivos. Por exemplo, supondo que o colaborador que ganhou a viagem tenha a necessidade de melhorar seu inglês. A empresa pode utilizar a viagem como uma maneira de possibilitar o aprendizado e isso terá um impacto no desempenho profissional do colaborador.

Sendo assim, é interessante que a premiação possa tanto gerar emoções positivas quanto agregar, de forma pessoal e profissionalmente, à vida do funcionário.

Powered by Rock Convert

3. Travel cards

Uma segunda opção para incentivar o funcionário com viagens são os travel cards. Esse modelo funciona da seguinte maneira: a empresa adiciona valores em cartões de serviços de viagens e o colaborador tem a liberdade de escolha do momento e o destino de sua viagem.

Enquanto a opção anterior apresenta mais espaço para estratégias de marketing e vinculação da marca às atividades da viagem, essa dá maior flexibilidade para o funcionário. Por isso, acaba sendo uma opção ideal para empresas que desejam premiar individualmente o colaborador.

Sendo assim, a opção por um modelo ou outro dependerá da estratégia, embora as duas opções sejam bastante efetivas em relação ao engajamento e motivação da equipe.

4. Cursos de capacitação

A empresa também pode premiar o colaborador com a participação em cursos profissionalizantes, congressos, treinamentos e afins, visando auxiliar o crescimento profissional de seus funcionários.

No entanto, essa opção precisa ser pensada com cautela, uma vez que o desejo de realizar uma determinada formação pode não ser partilhado por todos. Isto é, diferentemente de uma viagem, existe uma grande divergência quanto aos assuntos de interesse de cada pessoa.

O ideal é que a empresa possa analisar com cuidado o perfil de cada colaborador para entender qual a necessidade profissional de cada um. A análise é importante para que não haja uma premiação sem sucesso.

Para entender melhor, vamos a mais um exemplo: não será efetivo encaminhar um colaborador para um curso de gerenciamento de equipe quando ele não atua na área ou não tenha qualquer interesse no assunto.

Desta forma, é necessário que tanto as demandas quanto as ambições do profissional estejam alinhadas com as necessidades da empresa. Somente assim será possível garantir o sucesso dessa premiação.

5. Eventos

Uma quinta maneira de premiar os colaboradores são os eventos corporativos, em que a empresa organiza uma série de atividades, como práticas esportivas, jogos, sorteios, música ao vivo, shows de humor etc.

Nesses casos, o objetivo é utilizar a recompensa pelo trabalho realizado para aumentar a coesão da equipe. Afinal, o time viverá uma experiência feliz e compartilhada, lado a lado.

Além disso, ao fornecer um convívio diferente do cotidiano empresarial, a tendência é que os funcionários se tornem mais próximos e o ambiente de trabalho fique mais ameno.

Os eventos também são efetivos, pois permitem uma quebra na rotina profissional e isso tende a ser muito valorizado pelos colaboradores. Os eventos também se destacam por gerar laços emocionais entre a empresa e o colaborador. Afinal, ele perceberá que a instituição tem interesse em seu bem-estar.

Por fim, vale ressaltar que os eventos, viagens de incentivo e travel cards se colocam como tipos de premiações mais eficazes e, aos poucos, vêm substituindo as bonificações financeiras.

Isso acontece porque a recompensa imaterial gerada pelas viagens viram memórias duradouras. Além disso, permite que o colaborador possa conhecer novas pessoas e culturas — e isso, como todos nós sabemos, é algo muito mais valioso do que dinheiro e que pode gerar transformações pessoais e profissionais profundas.

Agora que você já sabe da importância das viagens, que tal entender um pouco mais sobre como colocá-las em prática na premiação para funcionários? Leia nosso artigo e veja quais são os destinos nacionais mais procurados para viagem de incentivo!

Banner Go TogetherPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.